segunda-feira, 29 de março de 2010

A paciência um dia acaba.

Pense em um dia, em que você se contrariou. Eu no caso, mesmo estando doente, fui a escola e ainda por cima não me droguei*. Dor de cabeça, febre e dor no corpo, por um fio do estresse máximo, e justamente nesse dia as pessoas resolvem encrencar comigo. Não podia ser verdade.
Eu por motivos de memória não lavei meu uniforme no final de semana, então fui sem uniforme à escola. Todos os dias tem inspeção nas salas pra ver quem está sem uniforme, e eu não sei mentir logo que a tiazinha perguntou se eu estava com uniforme, eu disse que não estava levantei e fui falar com o capeta. Na minha escola sempre houve uma tolerância de ir 3 vezes sem uniforme e na quarta já não poderia mais permanecer no estabelecimento. OK. Eu pensei que seria assim, conversa aqui, assina ali. MAS, eu fui surpreendida novamente. E aqui vai o diálogo...
Eu: É aqui que fala sobre estar sem uniforme. (eu estava com uma cara infeliz porque estava morrendo de dor de cabeça)
Sheron: Bom, você está sem uniforme então você VAI ter que ligar pra sua mãe para ela trazer seu uniforme.
Eu:(começando a ficar nervosa) A minha mãe não está em casa, não há como ela trazer o uniforme.
Sheron: Ah! Não sei. Você VAI ter que dar um jeito.
Eu: (estressada) Não tem como eu dar um jeito, a minha mãe não está em casa. (falando pausadamente)
Sheron: Não sei você VAI dar um jeito.
Perdi a paciência e fui pra sala, sentei e já estava abrindo o material quando ela aparece na porta e manda eu sair. Está bem, eu levantei e sai. Ela me levou até a sala da direção para eu ligar para minha casa.
Sheron: Você vai ligar pra sua casa e vai pedir pra trazerem seu uniforme.
Eu: Minha mãe não está em casa e minha avó é deficiente, você acha que ela vai mandar o uniforme como?
Sheron: Pede pra ela avisar sua mãe.
Peguei o telefone e falei pra minha avó: Vó pede pra mãe trazer meu uniforme. Tchau.
Sheron: Agora você espera aqui na frente, porque você não vai voltar pra sala.
Eu: (revoltei) Quer dizer então que você vai me proibir de assistir aula só porque eu estou sem uniforme?
Sheron: Vou. Eu sigo ordens.
Eu: Então eu vou embora!
Sheron: Pode ir. Porque sem uniforme você não vai assistir aula.
Fui à minha sala, peguei meu material e sai do prédio da escola.

Eu estava errada, e ela foi mais errada ainda.

Eu sei que eu não devo ir a escola sem uniforme, eu estava totalmente ciente do que eu estava fazendo, o que custava ela só escrever um negocinho lá que eu sabia o que estava fazendo pra eu assinar e poder assistir aula de boas. Que no caso, seria o correto de uma diretora fazer. Eu fiz muito errado em sair da escola, e ela fez pior ainda ao me deixar sair, porque eu sou menor de idade, e de acordo com a lei eu não sou responsável pelos meus atos.
Eu deveria ter ficado na minha sala, sentada na minha cadeira e dito: Não vou sair, eu quero estudar e a senhora está atrapalhando minha concentração.

Não foi isso que eu fiz. E amanhã certeza que ela vai me chamar pra 'conversar'.

Eu fiquei muito indignada. Me proibiu de ter aula porque eu estava sem uniforme, não tem nexo. Não precisaria daquele escândalo todo se ela não tivesse sido tão rude comigo.


*droguei: não tomei os remédios. Antes que pense outra coisa.



Um comentário:

  1. * coisas que só acontecem com a Anna * te amo migs s2

    ResponderExcluir

Texto aberto à críticas e também à elogios.